X
ícone login

Vasco Falcão acumula função de Director Geral Espanha da Konica Minolta

Vasco Falcão, diretor geral da Konica Minolta Business Solutions Portugal, aceitou o convite da Konica Minolta Europa para assumir a função de Diretor Geral da Konica Minolta Espanha. Esta nomeação não alterará em nada as suas atuais funções de Diretor Geral em Portugal e responsável pela estratégia de transformação do cluster sul da Europa.

Este convite surge numa altura em que a Konica Minolta Portugal regista um crescimento contínuo do seu volume de negócios pelo nono ano consecutivo, crescimento esse que ocorre desde que Vasco Falcão assumiu a direção da empresa em Portugal.

A Konica Minolta Europa reconhece o trabalho exemplar desenvolvido nos últimos quase 15 anos em Portugal. Vasco Falcão foi Diretor Financeiro e de Tecnologia, entre 2003 e 2008, ano em que é nomeado diretor adjunto até 2010, passando a diretor geral da companhia em Portugal, nesse mesmo ano. De 2013 a 2015 amplia as suas responsabilidades e passa a dirigir o Marketing do Cluster Sul (Espanha, França, Itália e Portugal) e em 2015 passa a liderar a transformação dos processos de negócio neste grupo de países. Os excelentes resultados alcançados em Portugal no FY16, considerado mesmo o melhor ano de sempre da Konica Minolta, comprovam a sua excelente performance.

Nos últimos anos a Konica Minolta tem feito valer a sua liderança disponibilizando para o mercado uma oferta de soluções únicas que estão a transformar o sector e a permitir a transformação digital da indústria. O convite da Konica Minolta Europa a Vasco Falcão surge precisamente num momento de forte aposta da empresa, a nível global, na transformação digital de processos e no apoio aos seus clientes e parceiros para que possam dotar-se das soluções ideais para atingir os seus objetivos nesta área.

Vasco Falcão entra em funções como General Manager para Portugal e Espanha no dia 1 de maio de 2017.

Declarações Adicionais:

Sandeep Murthy, Konica Minolta Europa "É irrefutável a capacidade de liderança e a visão de negócio que o Vasco conseguiu incutir de uma forma transversal a todas as áreas da empresa em Portugal. Sentimos que a união ibérica pode reforçar a presença da Konica Minolta com um serviço mais amplo e com uma maior rede de parceiros que atravessa fronteiras e por isso nos parece natural este convite”.

Vasco Falcão, General Manager da Konica Minolta em Portugal "É uma honra receber este convite da Konica Minolta Europa e um desafio muito grande dirigir a companhia espanhola e todos os colaboradores que fazem parte dela. Poder articular a presença da Konica Minolta em dois países com uma enorme proximidade é um privilégio, potenciando os resultados da empresa em cada um destes mercados, mas também da nossa forte rede de parceiros, promovendo a melhoria da produtividade e garantindo máxima qualidade. À nossa rede de parceiros cabe-me também agradecer todo o apoio e assegurar que a nossa política manter-se-á com foco na Transformação e com um apoio maior e mais forte”. 

Reconhecimento internacional para Colinas do Douro

Produtor do Douro Superior recebe pontuações da Wine Enthusiast Magazine

Reconhecimento internacional para Colinas do Douro

 

  • Colinas do Douro, produtor de vinhos de qualidade do Douro Superior, com 106 hectares de vinhas próprias, acaba de receber pontuações elevadas para os seus vinhos da colheita 2015.
  • A revista americana Wine Enthusiast Magazine e considerada uma das revistas vínicas mais influentes ao nível mundial.

 

Em Julho de este ano a Revista Wine Enthusiast Magazine publicou as suas pontuações para os vinhos da colheita 2015 da Colinas do Douro. Estas pontuações, que são dadas sobre uma máxima de 100 pontos, demostram a grande qualidade do portfólio completo deste produtor relativamente novo.

 

- Colinas do Douro Superior branco                                       88 Pontos

- Colinas do Douro Superior rosé                                            86 Pontos

- Colinas do Douro Superior tinto                                            89 Pontos

- Colinas do Douro Verdelho                                                     90 Pontos

- Colinas do Douro Reserva branco                                        90 Pontos

- Colinas do Douro Reserva tinto                                             91 Pontos

- Barquinha Reserva tinto                                                          91 Pontos

- Quinta da Pedra Cavada Grande Reserva tinto                  93 Pontos

 

Em pleno Parque Natural do Douro Internacional, na fronteira entre Beira Interior e Douro Superior, numa zona de transição de solos graníticos para solos xistosos, encontramos a Colinas do Douro. Uma quinta de 450 hectares a pouca distância da Quinta da Leda e a CARM. Em 2010 e 2011 foram plantadas 106 hectares de vinha. As castas predominantes são as típicas do Douro, mas existem pequenas áreas de castas diferentes, como Alvarinho, Chenin Blanc e Cabernet Sauvignon.

 

“Na Colinas do Douro fazemos vinhos de qualidade autênticos. A altitude das nossas vinhas e os diferentes tipos de solo garantem equilíbrio e frescura nos nossos vinhos, para além da mineralidade marcante, típica do nosso terroir. Queremos vinhos gastronómicos, vivos e elegantes, sem problemas de sobre-maturação e álcool excessivo”, explica o enólogo Jorge Rosa Santos, ao que acrescenta:

“Conduzimos as nossas vinhas em regime biológico, e estamos em processo de obtenção do certificado. O clima extremamente seco, e a altitude facilitam esta abordagem. Consideramos que é o nosso dever preservar este ecossistema tão diverso e único”.

 

Em 2017 a Colinas do Douro dará início à construção da sua adega nova, um projeto com assinatura do arquiteto Souto Moura. Será uma adega “state of the art”, inserida nas vinhas, com impacto muito reduzido em termos paisagistas. A primeira colheita a ser vinificada nesta adega será a de 2019.

 

Bottles With Scores Only

Mazda distinguida nos EUA com galardão de segurança “IIHS Top Safety Pick+ Rating 2017”

•    Resultados confirmam a excelência, em termos de segurança, do SKYACTIV-Body e das tecnologias i-ACTIVSENSE da Mazda  

 

Leverkusen (Alemanha), 14Julho 2017. Cinco actuais modelos Mazda com as especificações para o mercado dos EUA, incluindo o novo Mazda CX-5, foram testados pelo Insurance Institute for Highway Safety (IIHS) local e obtiveram a certificação “Top Safety Pick+”, a mais elevada classificação de segurança desta organização sem fins lucrativos.

 

O IIHS avalia a resistência ao impacto de viaturas através de cinco testes: colisão frontal com sobreposição pequena e moderada, colisão lateral, um teste de resistência do tejadilho e um teste aos apoios de cabeça e bancos decorrentes de um impacto traseiro. São também tidos em conta a performance dos faróis e a prevenção de acidentes frontais, com recurso a sistemas de alerta de colisão e de travagem automática.

 

Os modelos da geração 2017 da Mazda testados foram o Mazda CX-9*, Mazda CX-3, Mazda3 e Mazda6, bem como o novo Mazda CX-5. Todos receberam a certificação “Top Safety Pick+” deste Instituto, quando equipados o sistema opcional de Prevenção de Colisão Frontal e os Faróis de LED Adaptativos, parte integrante do avançado e inovador pacote tecnológico de segurança, de apoio ao condutor, i-ACTIVSENSE da Mazda.

 

De acordo com o IIHS, a Mazda é o único construtor, de entre os 16 OEM (Construtores de Equipamentos Originais) analisados, a receber o galardão “Top Safety Pick+” para todos os modelos em comercialização, testados até à data, no presente ano. Os resultados foram possíveis porque todos os modelos registaram bons resultados na nova categoria da performance dos faróis, bem como nas habituais e diferentes análises de resistência ao impacto.

 

Parte da gama SKYACTIV TECHNOLOGY, o baixo peso da carroçaria SKYACTIV-Body permite aumentar o prazer de condução, garantindo ainda excelentes resultados em termos de segurança em caso de colisão, como demonstram os testes da IIHS.

 

Para informações adicionais visite o portal do IIHS em http://www.iihs.org/

 

* Modelo não comercializado em Portugal

Hitachi Consulting Portugal apresenta “Hitachi Persistent ONE GDPR Framework”

No mês de Junho a Hitachi Consulting organizou, em conjunto com a Câmara de Comércio e Indústria Portuguesa, o evento de apresentação e debate da implementação do novo regulamento de proteção de dados.

 

O evento decorreu no salão nobre da CCIL e contou com a presença de cerca de 240 profissionais dos mais variados sectores, tendo mesmo esgotado a lotação prevista bastantes dias antes da realização. Na lista de oradores estavam presentes importantes Data Protection Officer de empresas como a Brisa, AGEAS e BPI, que partilharam as suas experiências e visão sobre a implementação do regulamento. A complementar a agenda, contámos também com a participação da Sérvulo & Associados, através do Prof. Dr. José Lobo Moutinho e Dr. João Carmona Dias, que apresentaram um enquadramento jurídico do regulamento em Portugal.

 

A Hitachi Consulting apresentou a sua visão para a implementação prática e objetiva do regulamento de proteção de dados, sustentada pela Hitachi Persistent ONE GDPR Framework. O principal destaque desta solução é que foi criada pelas equipas da Hitachi Consulting em Portugal e adotada pela companhia para apresentação e implementação nos diversos mercados europeus.

 

A complementar as apresentações foi organizada uma mesa redonda com os diversos especialistas que responderam a questões colocadas pelos participantes.

 

A Hitachi Consulting apoia na implementação do novo regulamento de proteção de dados com base num Framework que permite a obtenção rápida de resultados, pergunte-nos como para o email: Jorge.antunes@hitachiconsulting.com

 

Veja aqui a apresentação da Hitachi

 

18891877 1449079978491098 7703500829450413441 O       18891909 1449082068490889 4932504490111300318 O

18922656 1449079211824508 3719732369745811450 O       18953575 1449082835157479 8176882440236920702 O

Lufthansa aumenta em 27% frequências no Inverno 17/18.

61 voos semanais de Portugal para a Alemanha em relação ao inverno 16/17

 

A Lufthansa vai ser ainda mais atrativa para os passageiros portugueses neste inverno. No horário de inverno de 2017/18, o Grupo Lufthansa (SWISS, Brussels e Lufthansa) irá oferecer aos seus clientes um total de 95 (no inverno de 2016/17: 86) voos semanais a partir de quatro aeroportos portugueses (Faro, Funchal, Lisboa e Porto) para as suas duas placas giratórias (Frankfurt e Munique) – e daí para mais 300 destinos em mais de 100 países.

“O aumento das frequências semanais no inverno enquadra-se na política do Grupo Lufthansa de investimento no mercado português”, disse Patrick Borg Hedley, o country manager da Lufthansa para Portugal. “Estes voos são ideais pois permitem ligações para toda a rede mundial de destinos da Lufthansa, composta por centenas de destinos em mais de cem países”.

No inverno de 2017/18, só a Lufthansa irá operar 61 voos semanais (inverno de 2016/17:48), que significa um aumento de 27% . Entre Lisboa e Frankfurt serão operados 20 voos semanais (vs. 14 em 2016/17), um aumento de 42%. Grande alteração verifica-se nos voos entre o Porto e Frankfurt que passarão a ser 21 (vs. 14 em 2016/17), um aumento de 50%. Os voos para Munique, a placa giratória da Lufthansa no sul da Alemanha, manter-se-ão iguais ao do inverno 2016/17, nomeadamente 13 frequências semanais de Lisboa, 4 do Porto e 1 de Faro. Sem alteração é a frequência do voo Faro – Frankfurt e Funchal-Frankfurt, ambos com uma frequência semanal.  

Missão Empresarial ao Japão - Novembro 2017

A CCILJ está a organizar uma Missão Empresarial ao Japão, nos dias 5 a 10 de Novembro.

Os participantes da Missão podem candidatar-se ao Projecto Conjunto de Internacionalização da CCILJ.

Lançamento do novo Mazda CX-5 em Portugal

2ª geração do best-seller europeu em Portugal: Novo Mazda CX-5 à conquista do topo do segmento SUV

30.Ag-2.Set | 15ª Conferência internacional da European Association for Japanese Studies

De 30 de Agosto a 2 de Setembro, será realizada a 15ª Conferência internacional da European Association for Japanese Studies, na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade NOVA de Lisboa.

Patrocinadores

Associados Apoiantes